Atendimento pelo Whatsapp (47) 99193-9015
Skip to content

FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA GRÁFICA, DA COMUNICAÇÃO GRÁFICA E DOS SERVIÇOS GRÁFICOS DO ESTADO DE SANTA CATARINA

menuclear
6 de outubro de 2020

Fetigesc, intensifica defesa do salário e direitos do gráfico na pandemia

Ao invés de assistencialismo na pandemia, a Fetigesc aposta na real função sindical dos gráficos para evitar o empobrecimento da categoria, fazendo a defesa do aumento salarial e a garantia dos diretos superiores à CLT, a exemplo da luta nas regiões de Concórdia, Lages e de São Miguel do Oeste

Em tempo de tormenta como a que os gráficos enfrentam diante da crise sanitária descontrolada e do governo que defende o emprego sem direitos é que se acentua o papel do sindicalismo na vida do trabalhador, função social que em nada tem a ver com assistencialismo, mas sim organização em defesa da classe trabalhadora. A Federação Catarinense dos Gráficos (Fetigesc), por exemplo, reafirma de forma prática essas questões junto à sua base no Estado. Mesmo com a pandemia e recessão nas empresas, a entidade vem garantindo com os patronais de várias regiões, como em Concórdia, Lages e São Miguel do Oeste, a manutenção de todos direitos superiores à CLT e a recomposição salarial da categoria desses locais.

“O gráfico até que espera do sindicato o assistencialista, mas essa não é a nossa função e nem temos recursos para isto. O nosso papel é defender direitos conquistados ao longo das lutas sociais entre o capital e trabalho, mesmo em período de adversidade como o atual, a exemplo do positivo resultado que acabamos de garantir para os gráficos de Concórdia, Lages e de São Miguel do Oeste, encarando até a pandemia”, fala Moacir Effting, presidente da Fetigesc e do Sindicato dos Gráficos (STIG) em Blumenau.

Logo depois que iniciou a pandemia no Brasil, os gráficos de Concórdia, que tem data-base em abril, enfrentavam dificuldades para ter o aumento salarial e a garantia da continuidade da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). “Em cinco meses incessantes de negociação com o patronal local, conquistamos o reajuste de 3,32% e a manutenção de todos seus direitos, mesmo em tempos de distanciamento social pela covid-19”, conta Moacir.

O sindicalista fala que também não mediu esforços na defesa sindical dos gráficos com data-base no último mês, a exemplo daqueles das regiões de Lages e de São Miguel do Oeste, conseguindo o mesmo bom resultado de recompor as perdas salariais e de garantir toda a Convenção Coletiva de Trabalho. O reajuste negociado foi de 2,70% para ambas as regiões. “Continuamos fazendo o nosso papel sindical, que é de luta para mostrar e organizar os trabalhadores que precisam ficar unificados, sobretudo em tempos difíceis, para se evitar mais empobrecimento e desemprego”, diz Moacir.

A Confederação Nacional dos Gráficos, entidade que a Fetigesc é filiada, destaca que o melhor caminho para os trabalhadores é poder ter e contar com uma ação sindical constante e efetiva em defesa dos seus interesses, fala Leonardo Del Roy, presidente da Conatig.

Moacir José Effting Presidente da FETIGESC.

Parceiros

Contato
    Desenvolvido por: Bsuix.cc